QUANDO O SILÊNCIO É O COADJUVANTE ATROZ

blog-criancas-abandonadas-final-imagem-1

“A violência está em todo lugar.
Não é por causa do álcool,
Nem é por causa das drogas.
A violência é nossa vizinha.
Não é só por culpa sua,
Nem é só por culpa minha.
Violência gera violência.
Violência doméstica violência cotidiana,
São gemidos de dor todo mundo se engana.
Você não tem o que fazer saia pra rua
Pra quebrar minha cabeça ou pra que quebrem a sua.

In: Violência de Titãs

Continuar lendo

MEDO DE MORRER

Imagem Movimento Chuva na Janela

“Eu sei que determinada rua que eu já passei,
Não tornará a ouvir o som dos meus passos.
Tem uma revista que eu guardo há muitos anos
E que nunca mais eu vou abrir.
Cada vez que eu me despeço de uma pessoa,
Pode ser que essa pessoa esteja me vendo pela última vez.
A morte, surda, caminha ao meu lado
E eu não sei em que esquina ela vai me beijar.”

In: Canto Para a Minha Morte – de Raul Seixas

 

Continuar lendo

CUIDE BEM DO AMOR

Imagem Movimento Empatia 1

“Meu coração bate sem saber
Que meu peito é uma porta que ninguém vai atender.
Quem sente agora está ausente,
Quem chora agora está por fora,
Quem ama agora está na cama doente.
Só corre nunca chega na frente,
Se chega é pra dizer vou embora,
Sorriso não me deixa contente.”

In: Meu Coração – de Arnaldo Antunes

Continuar lendo